quinta-feira, 18 de setembro de 2008

A Um Alguém



E foi assim, de repente
Que surgistes em minha vida
Num gesto eufórico, entrementes
Tão suave com uma brisa

E nos momentos que são passados
Há sempre outros que estão por vir
E para cada sonho não contado
Uma verdade para se decidir

No silêncio do teu sorriso
Uma lembrança ainda persiste
E é quando me dás motivo
Para não deixá-lo mais triste

Quando te percebo pensativo
Vou me inquietando por fim
Pois sinto o quanto é aflitivo
Quando procuras por mim

E ouço os teus desabafos
As vezes de tristeza e incompreensão
São momentos por vezes amargos
Mas também de muita emoção

E lembro que quando chegaste
Trouxeste para mim paz e alegria
Então eu penso que se tu voltasses
O teu olhar tranqüilo se faria

Eu preciso fazer do teu mundo
Um pequeno pedaço de paraíso
Num jeito simples, mmas profundo
De dar-te um pequeno aviso

Que nunca estarás sozinho
Na caminhada da tua vida
Pois terás a gratidão e o carinho
Dessa tua, sempre tua, amiga.

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios