quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Figura Estranha


Encontro frio em um lugar qualquer
Indiferença contida mostra o teu olhar,
Revelando de súbito nesse rosto de mulher
Uma imagem apagada por medo de amar

No mistério que de ti se acerca
Mostra-se imponente um unquieto ai
E teu sorriso gelado revela
Uma bonita mulher que muito atrai

Figura estranha para um tipo assim
Rara é a simplicidade esquecida
trazendo essa tristeza enfim
Por tus forte personalidade escondida

No mundo obscuro em que vives
Destaca-se sempre teu vulto jovial
Com coragem pacata distingues
A mentira do bem e a verdade do mal

Em um mundo perfeito de sonhos
Mostras a dor de uma outra realidade
Para esquecer o vazio de um amor tristonho
Ilusão perdida de uma triste verdade

E o teu ser sacode de súbito
Um estranho e misterioso sentimento
De um receio crescente e estúpido
que envenena teu comportamento.

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios