domingo, 21 de setembro de 2008

O Tempo


Eu queria não ter tempo
Para o próprio tempo
E por mim faze-lo esperar
E mostrar ao enfadonho tempo
Que não há tempo
Para o tempo determinar.
Mas o tempo não tem tempo
De ver o tempo que tem
Mostrando-se cruel e implacável
Quando não há tempo de esperar

E o tempo não mede o tempo
Que o tempo leva e não mais traz
Fazendo do tempo uma longa espera
Para um tempo que é curto demais.

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios