terça-feira, 16 de setembro de 2008

Fragmentos De Saudades



Melancolia... tristeza dentro da tarde
Cinzenta
Que parece desmaiar lentamente
Nos braços da noite...
Amargura infinita de sentir denro da alma
Este vazio que fala de sombras perdidas
Dentro de um passado que não volta mais...
Sombras que sugerem
A visão bonita de um mundo que foi
Totalmente disperso.
Sombras que falam de vidas entrelaçadas
E que agora nada mais é do que
Fragmentos de saudades
As vezes penso em como será o reino da saudade..
Por certo muito grande,
Já que ele está dentro de cada vida.
Deve ser um mundo repleto de sonhos perdidos,
De esperanças vãs...
Mas hoje eu vivo mergulhada, imersa na escuridão
Desse lado desolador do nunca mais...
Hoje sou apenas mais uma sombra perdida
Desse mundo cruel, onde só se ouvem
Os murmúrios e os tristes soluços
Das almas desesperadas...
Hoje que nada mais restou de tudo que vivemos
De tudo que fomos, só me resta
Caminhar perdida na estrada da amargura,
Levada pela mão habilidosa da saudade.

Um comentário:

AnGinha disse...

Tô chorando com tuas mensagens, sabia?
É a mais triste realidade da minha vida.