quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Recordação



Hoje eu posso assegurar
Pois com amargura eu vejo
Que sem chance de errar
Afirmo:
Da vida eu tenho medo.
Nada me resta na verdade
A não ser
Fechar os olhos
E recordar.
Recordar o que na realidade
O destino sempre fez questão
De tomar,
E conquantas não foram as vezes
Que o destino não me deixou
Sequer experimentar.

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios