terça-feira, 23 de setembro de 2014

SEM RECEIOS


Tantas vezes já me fiz de tonta
Sem nem saber bem a razão
Mas hoje se o fizer, saberei porque
É tentando dar paz ao meu coração

Se me perguntas se sou feliz
É claro que responderei que sim
Não importa o que trago na alma
Só não suportaria entre nós um fim

O que será que tento e não consigo?
É ver como será minha vida sem ti
Por isso sempre direi que sou feliz
E por isso que estou sempre aqui

Nunca imaginarás as lágrimas vertidas
Se são por ti... Nem eu mesma sei
E embora eu não queira ter que admitir
Mas este não é o melhor sonho que sonhei

Quisera fechar a porta da minha alma
Sem receios do que ficou para traz
Sem precisar ter a certeza do que veio
Nem sentir que falhei ou fui incapaz

Só quero fechar os olhos e ao abri-los
Sorrir para o que estiver a mim chegando
Sem receios de incertezas ou desenganos
Apenas saber-me amada e estar amando

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios