terça-feira, 23 de setembro de 2014

MUITO PROVAVELMENTE


À MINHA NETA JULINHA

A minha Julinha é assim...
Um amor de criança
Mas ela não gosta de mim
Mas isso não me tira a esperança

Pois eu entendo a dificuldade
Que ela tem em me aceitar
Mas eu sei que uma boa amizade
Ainda vamos compartilhar

Deixa ela crescer mais um pouco
E passar a entender o x da questão
Nesse dia terei o coração como bobo
E deixarei transbordar de amor o coração

Pois muito provavelmente já teremos
Um contato maior como tenho com Ben
E esse amor que guardo ainda veremos
Que será partilhado por ela também

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios