sábado, 27 de setembro de 2014

QUEM SABE?



Mais um dia que se foi e mais uma noite também
Meus pensamentos em desalinho já não estão
Dizer exatamente o que sinto, não sei... Porém
Ainda há uma saudade suave em meu coração

Pela caminhada dessa longa e incrível jornada
Que aprendemos a dar  a ela o nome de vida
Fui deixando rastros ao me fazer desencantada
Mas houve momentos que também me fiz atrevida

De tudo que aqui fui pouco a pouco aprendendo
Existem coisas que ainda eu não consigo explicar
Mas ouço o que meu pensamento vive dizendo
Que muito em breve minha bagagem se aliviará

Já não importa mais o meu amanhã... Pois este
Se perdeu pelas esquinas da minha existência
E nesse momento o que poderei ainda dizer-te?
Agradecer-te pelo acréscimo às minhas experiências

E se não for pedir-te muito eu apenas gostaria
Que continuasses a pedir por mim... Mais tarde
Para que permaneça essa sensação de calmaria
Que eu tenho certeza que não é obra da idade

Talvez um dia ainda possamos nos encontrar
Não sei se rirei ou chorarei ao olhar para trás
Mas eu posso garantir que foi bom te amar
E continuarei amando-o, esquecer-te? jamais...

Desejo-te pelo continuar dessa tua longa jornada
Que haja muita saúde paz e plenas realizações
Talvez eu esteja à tua espera no fim dessa estrada
Numa última tentativa de unir nossos corações...

Um comentário:

vendedor de ilusão disse...

Olá, minha querida! Cá estou para, daqui em diante, poder curtir, deleitar-me admirando suas belas criações.
Beijos, um ótimo fim de noite e domingo maravilhoso...

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios