terça-feira, 23 de setembro de 2014

ESVAÍDOS OS SONHOS



Da vida eu havia perdido todos os os encantos
Já não encontrava mais razões para continuar
Minha estrada se havia enchido de prantos
E sentia que mais nada eu tinha pra esperar

Não importando o que tivesse ficado para trás
Nem se havia novos sonhos a serem conquistados
E o que eu sabia é que em tudo me sentia incapaz
Até mesmo de refazer os muitos sonhos desvalorizados

E assim, mergulhada num silêncio profundo
Apenas ouvia da minha alma o eco da morte
Meu espírito que já se encontrava moribundo
Estava apenas a zombar da minha pouca sorte

E assim vi meu riso transformar-se num esgar
E nem sei se foi pelo tédio, tristeza ou mesmo dor
Só sei que perdi o sentido de ver minha alma cantar
Pois esvaídos os sonhos... Se foi também o amor

Mas foi quando você chegou... E tão de repente
Mudando completamente o sentido do meu viver
Deixei de ser amarga, tola, fútil e até intransigente
Pois agora minha vida tem sentido... Nela existe você!

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios