domingo, 18 de janeiro de 2009

Um Amor


O vento sibila lá fora
Parecendo até gemer
De longe todos escutam
O que não dá pra esconder
São gritos de agonia
são dores de todos os dias
onde se escondeu a alegria
E que hoje só sabe doer

Nessas horas de tristezas
De pesar e grande dor
Sinto todas as cutiladas
Desse infeliz desamor
Até parece um tormento
Tanta dor e sofrimento
E mesmo nesse momento
Ainda choro por esse amor

E o vento cortante da saudade
Que ainda me faz chorar
Parece até brincadeira
Quando começo a pensar
Pois sei que a cada dia
Se vai toda alegria
Pois tudo o que eu queria
Era só um amor pra amar

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios