terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Não Posso Calar


O destino as vezes nos reserva
Momentos que nem gosto de falar
Mas a vida também preserva
Sentimentos dos quais não posso calar

De presente a vida um dia me deu
Um amor puro com o qual convivi
E confesso que o que mais me doeu
Foi saber que nem tudo desse amor vivi

Mas conservo ainda bem vivo na alma
Este sentimento que a minha vida marcou
Pois ela foi a mulher mais bela e calma
Que o meu coração um dia se apaixonou

Tivemos momentos de grandes alegrias
Embora o sofrimento nos tenha marcado
Mas a nossa vivência foi de muita harmonia
E os momentos tristes com ela foi sepultado

Amei com ternura essa grande mulher
Meu pensamento por ela se fez prisioneiro
E vivendo da felicidade que tanto se quer
Fui sem dúvida seu homem, seu companheiro

E mulher igual a minha Teti nunca encontrei
Tive seu nome no coração a fogo gravado
E foi com essa mulher que eu mais me realizei
E sei que por ela também fui muito amado

E quando a lembrança dela me chega à memória
Rebusco ansioso perdido em nosso passado
Momentos felizes que compôs nossa história
E que para sempre na alma os tenho gravado

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios