quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Motivos


Falta pouco para o sol despontar
E eu ainda estou acordada
Foram tantas coisas a pensar
Nem percebi o chegar da madrugada

São tantos motivos a inquietar-me
Tantas razões a me tirar a razão
Não sei então para que queixar-me
Se em nada vai aliviar meu coração

E cada minuto que vai passando
Aumenta mais a minha inquietação
Foram muitas mágoas se acumulando
Muito peso para um só coração

E bem sei que o surgir de um novo dia
Não trará paz alguma ao meu coração
Não terei acrescida a minha alegria
Nem motivo algum para nova emoção

E continuarei a sorrir para o mundo
Na indiferença que a minha alma povoa
E por certo nada me será tão profundo
Quanto a falta de emoção que magoa

E sentirei na pele como uma fria garoa
A sensação que essa brisa me traz
E o som que na minha alma ecoa
Me lembra que nunca mais tive paz

E a lágrima fria que vai rolar
Me fará lembrar o que busco esquecer
Nem sei se ainda terei como olhar
Para dentro de mim sem que eu veja você

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios