quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Desejo Louco


Pelas frias madrugadas me perdi
Buscando algo que me aquietasse
Foi quando no pensamento percebi
Que tudo mudaria se eu te encontrasse

E um desejo louco e incontrolável
Apenas me mostrou o quanto preciso
De algo real e bastante palpável
Para por um fim a esse meu castigo

E um estranho frio me envolve
Me fazendo de tudo esquecer
E minha imaginação se dissolve
Diante do que não vai acontecer

E me abraço triste e conformada
Aos meus sonhos mais uma vez
Bem sei que tenho a alma magoada
Por culpa da minha insensatez

E ao sentir a brisa fria da madrugada
Tentando de algum modo me confortar
Fechando os olhos me sinto abraçada
Pela solidão que vive a me espreitar

E também em meio a tanta friagem
Uma lágrima solitária deixo cair
E é ela quem me dá coragem
De pedir ao tempo que não te deixe ir

Ir para longe da minha vida
Dos meus sonhos e das minhas ilusões
Não quero sentir-me outra vez perdida
Pois tudo o que quero é somar nossa emoções

Um comentário:

Euzelinda disse...

Linda, sensível, tocante.