quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

TEU PASSADO


As vezes fico a imaginar você pintando
Retratando o que na alma vives a esconder
E a cada risco que a tua mão vai traçando
Consegues com perfeição teu passado reviver

Seria bom se a gente também pudesse desfazer
Riscando da vida o que um dia nos maltratou
Com borracha eu apagaria tudo quanto você
Fez para mim... E que só resultou em dor

Quantas vezes eu vi o sol nascendo
Sem ter conseguido sequer me deitar
Eu pensava no que estaria fazendo
Quem sabe teus desejos ocultos a pintar

Um dia eu espero realmente conseguir
Me libertar de tudo quanto me deixaste
Poder deitar a cabeça no travesseiro e sentir
Que a vida não se resume no que me ensinaste

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios