quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

DOCE IRONIA


Liberdade... Em uníssono repicaram os clarins
E num passe de mágica o bloco da saudade vi passar
Se foram as saudades... As desilusões saíram de mim
E o bloco da liberdade na minha vida eu vi raiar

Liberdade! Liberdade! em meu corpo sinto vibrar
A quarta-feira de cinzas em meu viver aportou
Finalmente a paz eu sinto que veio pra ficar
Acabou pra mim todos os males de um falso amor

Quarta-feira ingrata... Décadas levou pra chegar
E a mulher triste que havia feito morada vi perecer
Uma nova mulher... Uma doce menina outra vez a brincar
Já não faz mais sentido qualquer coisa que lembre você

Outros versos haverei de fazer homenageando o amor
E serão versos de vida... Versos de sonhos e alegria
Eu hoje compreendi que o "DE VOLTA AO PASSADO ME LIBERTOU"
O que quase me destruiu, hoje me salvou... Que doce ironia

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios