sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

SÓ RESTANDO


Mais um dia de intensa angústia
As lágrimas caem sem piedade
E sinto que esse vazio que me devora
Não são das tormentas da minha idade
É bem mais do que tudo que me faz pensar
Foram os gritos roucos que tive que abafar
São todos os anos que eu nunca vi passar
Foi o tudo que perdi chamada... Felicidade

E essa dor pelo que deixei de viver
E a amargura por tudo que me chegou
Dói menos que as feridas que ainda sangram
E me sinto assim... Perdida em meio a dor
Que de mim nunca consegui arrancar
E nem mesmo essa chuva que não quer parar
Que tanto me fascina... Consegue me alegrar
E mergulho num mundo obscuro pela falta de amor

Amor... Que um dia julguei grande, ao senti-lo
Mas infelizmente nunca foi o que pensei ser
Foi tudo destruído... Se perderam os sonhos
E até hoje nunca aceitei o que não pude entender
e foi naquele tempo que tudo me aconteceu
Tudo na vida perdeu o sentido... Tudo morreu
No tempo e na distancia tudo de mim se perdeu
Só restando o amor e as lembranças de você

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios