terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

SER TOCADA




Por que será que nem sempre conseguimos
Mudar um pouco o rumo de uma história?
Mesmo que tenha sido obra do destino
De termos nossa vida em outra trajetória

Mas se outra vez voltarmos a nos encontrar
Será eu sei, como da última vez que nos vimos
Com muitas contas de rosário pra desfiar
Pois nessas contas está o que nós sentimos

E a vida em alguns dos seus momentos
Se arrependeu disso, eu tenho certeza
Pois não foi justo reservar-me os tormentos
Quando eu só quis dos teus sentimentos,a pureza

E meus dias, quase sempre tão sem graça
Outra vez nem percebeu o que de fato aconteceu
Pois para aumentar a minha amargurada desgraça
Percebi que dentro de mim essa razão não morreu

E vou vivendo assim sempre em teimosia
Querendo de qualquer jeito merecer
Alguns momentos de perfeita sintonia
Ao ser tocada novamente por você

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios