quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

MUDO SOLUÇO




Meu boa noite teve sabor de decepção
Que se arrastou pela madrugada
Meu amanhecer foi ao gosto de solidão
Me deixando triste e desapontada

Tal coisa, por certo nunca vais imaginar
E era justamente disso que eu tinha medo
E pela sombra que se pôs em meu olhar
De pensar outras coisas não me atrevo

Onde te escondes meu caro amigo
Que não pressentes essa minha agonia
Entraste tão sutilmente em meu abrigo
Deixando uma réstia de esperança e alegria

Porém agora... Nesse exato momento
Um triste e mal pensamento me ocorreu
Será que surgiste para somar meu sofrimento
E que a minha imagem para ti já morreu?

Um mudo soluço sem trégua me desperta
E sinto as lágrimas que logo irão descer
A solidão outra vez sua tristeza me empresta
E sinto que dessa vez o culpado é você

2 comentários:

Ma Ferreira disse...

Olá!!!

Vc escreve lindamente.
Mas achei teu poema pessimista.
As vezes sofremos por antecipação.
E que parece quim no momento, la na frente vimos que foiu para o nosso bem.
Dias melhores virão. Avante!!

beijo

MARLENE disse...

LINDO SEU POEMA AMIGA TRISTE E SENTIDO COM MAGOA PROFUNDA DESTA VIDA QUE TEIMA EM NOS FAZER SOFRER
MAS SORRI DAS TRISTEZAS DA SAUDADE POIS TUDO VAI PASSANDO DIANTE DOS NOSSOS OLHOS COMO UMA FITA A DESENROLAR-SE,E EIS QUE AS FLORES LOGO IRÃO SURGIR E ENFEITAR NOSSO JARDIM E AO DEBRUÇARES NA JANELA O PERFUME VAIS SENTIR ENTÃO O AMOR SE RENOVA E TRARÁ NOVOS SONHOS
UM ABRAÇO COM CARINHO MARLENE