quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Talvez Um Dia


Nos braços da saudade eu me refugiei
Tentando entender o que nos aconteceu
Talvez um dia eu perceba o quanto me enganei
Querendo dar vida ao que na vida já morreu

E quando isto finalmente acontecer
Verei que o tempo nem foi tão mal assim
Pois ele apenas me fez assim entender
Que tudo isto já devia ter tido um fim

Mas é muito difícil pra eu aceitar
O que o destino insiste em me fazer ver
Pois, por mais que eu não queira acreditar
Toda minha infelicidade provem de você

Infelicidade por não fazê-lo entender
Que nenhum bem esse amor me traria
Pois nunca que ao mundo, um dia você
Assumiria ser eu o ápice da sua alegria

E para você foi bem mais fácil se vê
Deixar que eu mergulhasse nessa imensa dor
Porém o que mais dói é saber que você
Foi um fraco, não lutando por nosso amor

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios