sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Falsas Alegrias


A minha vida mudou,e foi de tal forma
Que as vezes nem me sinto ser eu
Pois eu nunca esperei que fosse dar certo
Quando para mim no tempo tudo já morreu
E era tanta a minha agonia
Que eu achava que qualquer alegria
Nunca mais sentido para mim faria
Desde que o meu mundo escureceu

E continuei a sonhar com o meu ontem
Mas sempre o meu hoje eu rejeitava
Receando o que viria do meu amanhã
Pois momentos bons eu nunca esperava
E fui me acostumando a ingrata solidão
E quase nada ficara em meu coração
Que não fosse puramente ilusão
Pois nem mesmo sonhar me restava

E a cada novo dia que ia surgindo
Eu via minhas esperanças a definhar
E nada acontecia que me servisse de consolo
E como mais nada da vida eu podia esperar
Agarrei-me a um mundo de falsas alegrias
Onde a unica verdade eram as agonias
Já que para tudo eu apenas fingia
Tentando com resignação a tudo suportar

Um comentário:

Anônimo disse...

"Que Deus te abencoe no dia de hoje e continue te cobrindo de bênçãos para que vc permaneça iluminando a vida das pessoas com suas lindas poesias. Parabéns!"

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios