domingo, 24 de outubro de 2010

Cruel Incerteza



Abortei um pensamento traiçoeiro
Para alívio dos esquecidos dias meus
Sempre tive o destino como mal companheiro
Pois ele foi cruel ao me separar dos dias teus

Quantas vezes apeguei-me a uma esperança vazia
De que a qualquer momento eu o veria voltar
E confesso, embora negasse, era o que eu queria
Para juntos podermos a nossa vida continuar

E até hoje, tanto tempo depois eu ainda penso
E mesmo continuando sem aceitar, devo admitir
Que embora mesmo sofrendo eu ainda entendo
Pior seria se o nosso amor deixasse de existir

É melhor viver assim, nessa cruel incerteza
De que o nosso amor jamais terminaria
Pois quem recebeu do seu amor tanta grandeza
Vê-lo acabar era algo que eu não suportaria

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios