quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Me Entreguei


Cansei de aceitar tudo da vida
E nada fazer nem tão pouco exigir
E por várias vezes fui muito ferida
Foi aí que revoltada me fiz sentir

Nunca procurei ignorar os fatos
Que amarguras traziam para mim
Sofri da vida muitos maus-tratos
Mas nunca busquei um culpado enfim

Me entreguei e as vezes com receios
Mas eu temia ver tudo isso acabar
Também foram momentos de enleios
E que por fim só fez nos afastar

E quando na solidão as lembranças chegam
Choro ante a dor que vejo ressuscitar
E essas brisas provocantes que me beijam
Me recordam como fazias para então me amar

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios