quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Sorriso De Paz


Entre tantas coisas que ainda existe
Há algumas que também me fazem chorar
E quando a maldade humana persiste
Vemos que fica difícil na vida sonhar

Sonhar com uma razão para lutar
Na esperança de ainda podermos ver
Que muito se faz quando se consegue amar
E que muito ainda teremos que aprender

E enquanto a nossa mente se esgota infeliz
Pouco percebemos para querer algo resolver
Mas se todos fizessem um pouco do muito que diz
Por certo não precisaríamos de muito mais querer

E sem perceber, num débil e louco gemido
Desperto esperançosa tentando de compreender
Que por mais difícil que se tenha percebido
Nada será diferente se não houver um certo poder

E continuo ouvindo os lamentos que se perdem
Que inutilmente tenta um pouco as coisas melhorar
Tudo porque os homens em sua maldade não conseguem
Ter um sorriso de paz num sublime gesto de amar

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios