sexta-feira, 2 de março de 2012

ME DEIXAR AMAR


Os meus pensamentos
como folhas ao vento
deixei-os voar...
Hoje, num corpo submisso
desejos subjugados
Me tiram o ar...

Vontades... Muitas perdidas
que na calada da noite
ousam despertar...
E nas mãos atrevidas,
carícias contidas
desejam tocar...

Me sinto querida
e como doce menina
preciso pensar...
Que vontade que sinto
de enganar o próprio tempo
e só me deixar amar...

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios