sexta-feira, 2 de março de 2012

À IZABEL MALTA


Minha vizinha da esquerda
É um doce de criatura
Nem tenho com quem a comparar
Pois ela tem a alma muito pura

Sempre solidária e muito tranquila
Também muito dócil com os animais
Se eu tivesse mais vizinhas assim
Os problemas se tornariam banais

Incapaz de fazer uma maldade
E dela nunca ouvi nada ruim
Pra ela tudo está sempre bom
Todos querem uma vizinha assim

E o seu jeito me lembra uma criança
Tão cheia de vida e risos também
Que a paz e a alegria sempre perdure...
E que família abençoada minha vizinha tem!

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios