sábado, 25 de outubro de 2008

Mais Um Sonho


Quantas vezes eu te vi chegando
Caminhando para mim lentamente
E percebo tua boca a minha desejando
Teus braços a rodear-me calmamente
E assim meu desejo se realizando

E nesse momento me sinto feliz assim
Me convidas com o olhar, aceito sorrindo
Até que muito infeliz percebo por fim
Que eu estava sozinha e apenas dormindo
Nada foi além de mais um sonho para mim

Uma lágrima rola pelo meu cansado rosto
É a tristeza que me chega sorrateira
E com ela me abraça friamente o desgosto
E a saudade me toma por reles prisioneira
E a ilusão se torma o meu grande consolo

Pela vida talvez procures um jeito qualquer
De aliviar também as tuas incontáveis dores
Mas eu sinto que qualquer coisa que eu fizer
Será com certeza quase nada, diante dos valores
Que destinas para aquela que for a tua mulher

E prossigo sempre quieta e desejosa ao teu lado
Tentando vez por outra teus momentos alegrar
Desejando que nunca permaneças para mim calado
Pois eu preciso sempre de ver tua figura chegar
Transbordando alegria sem nenhum ar de desamparado

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios