quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Longa Jornada


Ao Meu Amigo Sérgio

Na longa jornada da vida
Algumas vezes eu quase parei
Mesmo estando meio perdida
As longas curvas enfrentei

Nas esquinas da vida vislumbrei
Muitos encantos, até desencantos
Pelos muitos lugares por onde passei
Porém só a tristeza ficou no entanto

Nas rudes passarelas da existência
Vibrei por paixão, vibrei por prazer
Mas a maior das minhas carências
Foi não ter encontrado antes você

E em cada descida que eu fazia
Meu semblante mais se fechava
Era esse o preço da minha agonia
Por algo que eu já não acreditava

Até que um dia a esquina dobrei
Já quase sem forças, prestes a cair
E foi nesse momento que te encontrei
E desse triste mundo comecei a sair

Me deste força ao me dares a mão
Me deste vida ao olhar para mim
Desses sossego ao meu coração
Encontrei o que buscava por fim

Hoje tenho a estrada florida
Já não temo o que me possa surgir
Minha alma por ti se fez vencida
Por ti o meu mundo voltou a sorrir

E nessa constante e longa trajetória
Me é bastante saber da tua existência
Ela enriquece a minha pobre história
Mesmo se para mim és apenas ausência

E nessa jornada tão obrigatória
Outros desvios com certeza virão
Mas todos me encherão de glórias
Se em cada um eu sentir a tua mão

Até que num belo ou triste dia
Essa viagem será interrompida
Mas para mim será só alegria
Se estiveres na minha despedida

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios