quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Sem Tua Presença


Eu hoje amanheci triste e chorando
Sem conseguir entender bem a razão
Pois eu já estava até me acostumando
Com essa tua ausência no meu coração

Mas hoje, algo muito forte aconteceu
Recebi em sonho a tua visita tão querida
E foi aí que senti que meu mundo já morreu
Pois sem ti me sinto vazia, meio perdida

E essas lágrimas que molhavam o meu rosto
Lavava a minha alma pela vida já tão machucada
No meu semblante apenas se mostrava o desgosto
Que inundava a minha alma tão sofrida e calada

E como quase todo sonho quando é muito triste
Parece receber forças para aumentar os sofrimentos
E fui percebendo que sem tua presença pouco existe
Que possa diminuir um pouco que seja meu tormento

E envolta nos braços saudosos desse recente passado
Tentei buscar um pouco de alívio para meu coração
Mas eu pude enfim descobrir que um sofrimento calado
Acrescenta bem mais ardor a minha frágilizada emoção

E decidi permanecer quieta e também resignada
Tentando apenas ouvir o que a minha mente dizia
Pois é bem melhor sofrer só e um pouco calada
Aguardando apenas a chegada do tão esperado dia

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios