domingo, 8 de fevereiro de 2009

Saudosas Quimeras


Pelas esquinas da minha vida
Fui deixando minhas quimeras
Que hoje soçobram nas mágoas
E para isso impedir eu nada fizera
Mas encontrar minha alegria
Viver outra vez minhas fantasias
Que perdi um certo dia
Quem dera meu Deus, quem dera

E para cada ontem perdido
Busco no hoje as respostas
As quimeras do meu amanhã
Mas para mim já pouco importa
Se eu nunca pude perceber
O que estava por me acpntecer
E que os meus sonhos se fazia perder
Por um alguém que de mim já nem gosta

E em cada rua que eu atravessava
Nas esquinas minha vida jazia
E nunca recuperei o tempo perdido
Pois cada sinal de alegria
Que um dia eu conheci
E os momentos que eu não vivi
Tudo que deles eu consegui
Foi aumentar o que em mim já morria

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios