sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Ah! Quem Dera


Eu hoje quando te vi confesso
Que te achei bem mais atraente
Ao meu pensamento já nada impeço
Pois pouco tinhas de diferente

Aquele belo e cativante sorriso
Tão cheio de alegria e bondade
Que as vezes me parece um misto
De inocência e também fragilidade

Ah! quem dera que o tempo parasse
Ou nos transportasse para o passado
Contanto que tu me completasses
E eu pudesse ter-te sempre ao meu lado

Pois olhar em teus olhos me dá segurança
Sentir teu toque me deixa mais protegida
Pois representas bem mais que uma esperança
Representas o fim de uma vida muito sofrida

E como uma adolescente em louco frenesi
Tentando buscar nos sonhos que perpassam
Instantes de emoção, mas somente em ti
Nesses momentos em que os sonhos me abraçam

E sorrio diante do quase tudo que me resta
E nessas lembranças que conservo ternamente
E ao poder observar a vida por uma fresta
Consegui descobrir a felicidade finalmente

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios