domingo, 2 de novembro de 2014

Prisioneira do teu amor


Mais um dia que passa sem que eu tenha notícias tuas...E mais um dia
que chega para atormentar o meu espírito com as tuas lembranças. São 
tantas noites onde te observo sem que me vejas, nesse meu mundo de 
veneração eterna, e vou prosseguindo a minha jornada infeliz, onde a 
tua presença imaginária , castiga o meu sofrido coração.
E mesmo sabendo que não mais terei a tua presença para aliviar essa 
minha solidão, deixo esse amor impossível dominar o meu eu a cada 
dia que passa, me fazendo mergulhar cada vez mais dentro dessa minha
 grande ilusão.
Bem sei que seria incoerente querer te olvidar, pois entraste em minha 
pele, 
em meu sangue e rodopias pelos meus pensamentos aprisionando-me cada 
vez mais.
E assim, todas as noites liberto o meu espírito que parte em busca da tua mente
e do teu ser, e é quando eu me sinto viva!
E apesar de tudo eu sinto que nesse meu mundo existe um amanhã que com 
certeza valerá à pena ser esperado, pois eu te terei... Como sempre te tenho... 
Nem que seja só em pensamento.

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios