sexta-feira, 28 de novembro de 2014

POR QUANTO TEMPO...


Hoje, uma lufada de vento me trouxe uma indagação... Por quanto tempo ainda terei que esperar?
Comecei esperando nove meses pra nascer, esperei para aprender a andar e falar... Esperei para aprender a ler e escrever... Esperei para conhecer o amor e dele desfrutar...
Nunca esperei pela dor, pela saudade, pelo abandono, pela frustração e decepção, mas todos esses sentimentos chegaram sem que eu os esperasse...
Esperei por quase tudo... E hoje na minha vida continuo a esperar... Esperando pra ser feliz... Esperando pra ver você chegar e sobretudo, esperando você... Pra minha vida voltar... Minha vida sempre foi uma eterna espera, e todas as vezes que saí em busca de algo, todas essas vezes só me fizeram ao ponto de partida retornar...
E lembrei as centenas de vezes que eu ficava olhando o mar sempre indagando: - Por que será que toda a minha vida foi esperar? e continuo até hoje sem resposta e permaneço a... ESPERAR... Pelo quê já nem sei... Talvez esse desejo louco de ser e de me sentir realmente feliz...

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios