sexta-feira, 14 de novembro de 2014

NADA FAZ SENTIDO


Tantas vezes eu me pergunto
Sem nenhuma resposta pra dar
E eu já nem falo qual o assunto
Pois penso que há algo a falhar
Em outros momentos percebo
Até onde vai esse meu sentir
Sentimentos que me dão medo
Que implacável rouba meu sorrir
Um cansaço do nada leva meu tudo
E eu sequer por um instante questionei
Mas eu sinto que me põe a alma em luto
Tudo que perdi por que covarde, não lutei
De que adianta lamentar o que está perdido
Se querer nunca foi o bastante pra acontecer
Eu acho que tudo que escrevo nem faz sentido
Com não fez sentido eu descobrir que perdi você

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios