terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Se


Quantas vezes pensei em te procurar
E sem medos confessar o meu amor
Mas o receio sempre me fez parar
E aqui fiquei chorando a minha dor

Talvez nossas vidas fossem diferentes
E hoje pudessemos juntos estar
E confesso que esse mundo aparente
Não conseguiria nunca nos afastar

Acordaríamos quem sabe, abraçados
E juntos faríamos nosso desjejum
E nada te deixaria mais fascinado
Quando nos sentíssemos apenas um

Se tudo tivesse sido de outro jeito
Muitas coisas teríamos para segredar
Como esse amor que trazemos no peito
E essa imensa vontade de nos amar

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios