quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Meus Desgostos


Hoje eu guardo da vida um certo rancor
É por eu saber que no meu passado
Ficou para trás uma história de amor
Sem que nenhum de nós a tivesse acabado

Os anos foram se passando, perdidos
E a cada novo amanhecer que surgia
Meus sentimentos ficaram mais sofridos
E fui perdendo deles, toda a alegria

E se olho para o meu ontem descubro
Que o meu hoje tem apenas se resumido
No preparo de um amanhã mais obscuro
Do que todo o meu passado destruído

E nessas mágoas e dores guardadas
Vou sobrevivendo numa existência
De situações, as vezes inusitadas
Para meus desgostos e penitências

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios