segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

É De Você


De Uma Amiga Para Um Alguém

Um misto de ódio e revolta
Toma conta do meu ser
Não sei se tenho raiva dela
Ou se meu ódio maior é de você

Quantas vezes me pego pensando
No que me causou-me grande dor
Eu sei que as vezes ficas me observando
Procurando talvez, vestígios de amor

Isto é algo que de mim não mereces
Embora eu sinta que a duvida persiste
Percebes também quando algo me aborrece
E as vezes você se perde e de falar, desiste

Isso é algo que acontecer não devia
Nem comentar no que possa me lembrar
Pois o que para você tenha sido fantasias
A mim com certeza só fez mesmo magoar

Isso são coisas que não se esquece
Fingir, até certo ponto ainda consigo
Mas lhe digo, tudo isso apenas embrutece
A quem recebeu o que não era merecidoa


Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios