quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Nossas Almas


Até hoje não consigo entender
O que de fato nos aconteceu
Se foi eu que perdi você
Ou se foi você que me perdeu

Nas lembranças as vezes percebo
Fatos que muito me magoaram
Mas acredito que em teus desejos
Muitas coisas também lhe calaram

Agora que tanto tempo já se passou
E que de muitas coisas nem lembramos
Mas tudo quanto a vida um dia nos tomou
O destino com certeza, um dia culpamos

Mas o fato é que tudo ficou pra trás
E nossas angústias conseguimos esconder
E o destino compreendeu que foi incapaz
De unir para sempre, apenas eu e você

Mas ainda resta-nos uma boa opção
Já que no coração ninguém pode mandar
Talvez o destino aí encontre uma razão
Para nossas almas não querer separar

E quem pode dizer o que é certo ou errado
Quando o assunto em questão for sentimentos
Nós temos vidas desiguais e mundos separados
Mas a nossa história nunca cairá no esquecimento

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios