segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Estranho Mundo


Um dia quando eu menos esperava
Vi o sol da felicidade se apagar para mim
Eu não sabia se realmente acreditava
Que tudo aquilo era o início do nosso fim

E foram muitas horas de intensas agonias
Eu já não tinha mais motivos para sorrir
Eu havia perdido a razão da minha alegria
E julguei que eu não conseguiria resistir

Foi então que para o meu grande alívio
Algo bem devagar foi então acontecendo
E muito embora tudo me parecesse difícil
O meu coração aos poucos foi renascendo

E assim num mundo tão estranho ao seu
Fui me envolvendo sem ao menos perceber
Que esta fora finalmente a forma que eu
Encontrei para poder continuar com você

E em meio aos grandes e pequenos momentos
Sempre tão repletos de uma ansiedade sem fim
Descobri que para diminuir meus sofrimentos
Só nas minhas lembranças eu o tinha só para mim

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios