sexta-feira, 19 de março de 2010

Vencida


Apostei corrida contra a vida
Mas esta, pelo cansaço me venceu
Me culpo, pois eu não soube me livrar
Dos teus sentimentos... Que no apogeu
Me fez apostar muito alto, e vencida
Ainda tentei ser ousada, atrevida
Mas só consegui ser ainda mais ferida
E no horizonte da minha vida você desapareceu

E hoje... Estranhamente hoje...
Me senti tão sozinha, e desencantada
Que procurei consolo, mas descobri ser em vão
Então nesse momento, sem entender quase nada
Vou perseguindo meus sonhos, mesmo destruídos
E cada toque que ainda me são vívidos
Vai me mostrando que, um pouco contigo
Eu ainda vou continuar a sonhar...

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios