segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Meus Pensamentos


Na sombra daquele arvoredo
Descansam todos os sonhos meus
Que vão dos meus tempos de brinquedos
Até os meus muitos pensamentos em Deus

Pelas sombras vejo cada forma
Que um dia meu pensamento formou
Da vida fui descobrindo as muitas normas
Que para se viver o homem um dia criou

Mas nos galhos daquele arvoredo
Também guardo bem mais do que penso
Neles dorme placidamente meus segredos
A cada novo personagem dos meus intentos

E quando a noite chega nem tão silenciosa
Ouço os insetos comandando o anoitecer
E a natureza como sempre caprichosa
Se mostra para mim, como penso ela ser

E é a vez da mãe natureza se impor
E nos mostrar o que nem sempre aceitamos
E somos apenas parte dessa criação de amor
Mas que nunca para admirar nós paramos

Falta tempo para o homem contemplar
A perfeição da qual um dia fomos criados
Mas é preciso que a criatura sinta o gotejar
Do amor de Deus, mesmo quando está calado

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios