terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Apenas Com Você


Se o meu maior sentimento eu não pude viver
Que ao menos eu o consiga aqui imortalizar
Pois quem sabe um dia meus versos os possas ler
E compreenderás como sofri por um dia lhe amar

E nesses versos que componho com certa emoção
Muitas vezes choro quando tento relê-los
Até sinto o gotejar doloroso em meu coração
E não tenho ninguém que os possa colhê-los

E em meio a essa dor que quase nunca é manifesta
Sufoco todas as dores e meus tristes tormentos
E sinto quando a vida com benevolência me empresta
Um lenço imaginário para aplacar meus lamentos

E continuo com uma certa mágoa e resignação
Diminuir nos versos minhas saudades e meus ais
Mas eu também sinto que meu ingênuo coração
Lamenta muito por tudo isso e até um pouco mais

E vou prosseguindo entre esperançosa e apreensiva
Será que algum dia terei quem amenize meu sofrer?
Por certo não será nenhum ombro ou mesmo voz amiga
Pois esse sofrimento só terminará se for com você

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios