quarta-feira, 23 de maio de 2012

OBRIGADA POR TEU AMOR



Ao Meu Querido Tio Dedé


Tio Dedé, as vezes eu fico pensando
De quando eu ainda era criança
Nas brincadeiras que vivíamos brincando
Onde não precisávamos pensar em esperanças


Eram tantos risos espocados pelo ar
E sobre mim tanta ternura e cuidados teus
Que hoje quando ao tempo me vejo retornar
Tenho a certeza que cada sentimento não morreu


Me lembro tio... tu correndo atrás de mim
Por ter te acertado com uma laranja podre
Meu Deus! até nisso havia amor... Havia sim
E é o mesmo que sinto por ti até os dias de hoje


Época boa que o tempo de mim foi tirando
E ao relembrar ainda choro de saudades
E sempre que me pego em tudo pensando
Percebo que esse era um tempo sem maldades


Obrigada tio por cada momento vivido
Que na minha infância fizeste parte
E muitos outros momentos que tive por ti assistido
Que o teu amor e carinho, nunca observou minha idade

Um comentário:

Pandora disse...

Oi Gil! Sou eu a Jacilene que vc encontrou na FUNDAJ, já li várias poesias do seu livro e tenho amado, cada uma conta uma história, faz a gente se identificar!

Lindo o seu tio! Um fofo!!!

Cheros!

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios