quinta-feira, 10 de maio de 2012

DÁ UMA CHANCE AO AMOR





AO MEU AMIGO RICARDO CARVALHO

Eu nunca pensei em saber
Que o amor ainda consegue magoar
Homens tão seguros, como você
Mas que a vida resolveu lhe aprontar

Sempre te achei meu amigo, seguro
Desses homens que não se deixa iludir
E para teus sonhos, o que fazias ser futuro
De repente, sem lógica, foi deixando de existir

Hoje sofras e amargas, talvez sem compreender
O que nesse momento te machuca tanto assim
Eu penso que nunca é tarde para se reconhecer
Que há coisas que não suportamos que haja um fim

Compreendo-lhe meu amigo e nem imaginas o quanto
Só penso que não deverias  agir desse jeito
Esse amor que hoje compreendes seu valor, entretanto
Parece sufocar o que teima em ressurgir em seu peito

Não alimentes meu querido amigo essa tal de desilusão
Pois para um amor verdadeiro barreiras tem-se que enfrentar
Não deixes que a mágoa, a desconfiança afete essa ilusão
Que deves em realidade mais uma vez transformar...

Se amas como de fato está a me parecer e não negas
Lute por qualquer que seja essa razão que te consome
Dá uma chance ao amor, e vê se dessa vez te entregas
Pois essa com certeza é uma atitude de grande homem

Sofrer por amor e por ele lutar é uma grandeza
Que só compreende os sensíveis de coração
Não aceite a amargura, não tens a alma indefesa
Antes te torna grande ao assumir a tua afeição

Compreenda, que se o que pensas for verdade
Aceite, pois a vida também tem suas razões
Nunca se contamine por nenhum tipo de maldade
Apenas não se iluda ante as grandes multidões

Quer seja de pessoas que dizem lhe querer bem
Que seja de desvarios ou mesmo pequena insensatez
Um amor suporta as afrontas e as dores também
Quando se torna forte, aliado a sua intrepidez

Nunca desiste dos seus sonhos e de suas verdades
Lute por elas sem medo de qualquer reação
O que importa será teu sonho virar realidade
o que importa é o que fará feliz o teu coração

Procure-á, se deem uma nova chance sem  hesitação
O amor verdadeiro a sua porta duas vezes não baterá
Agora faz apenas o que determinar o seu coração
Quem sabe, que outra chance a vida não lhe dará



Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios