quinta-feira, 3 de maio de 2012

NÃO APRENDI

Ainda não aprendi a desistir
Pois qualquer coisa me lembra você
Não consigo a certas coisas resistir
É que em tudo  eu vejo teu doce querer


Mas eu inda não aprendi a lhe esquecer
Já que não me sais do meu pensamento
Infelizmente não me é permitido escolher
Se assim o fosse eu o teria a cada momento


Os dia estão passando e essa saudade
Me fala cada vez mais  forte desse amor
Mesmo sendo impossível busco-o pela cidade
Com a minha alma enlouquecida de dor


E nessa existência tão cheia de incertezas
Penso que não me preparei para lhe perder
Pois eu apenas aprendi a ver essas belezas
Quando a vida, através de você me fez conhecer


E até hoje ainda não aprendi a ouvir outro som
Que não sejam os muitos  produzidos por você
Nem tão pouco olvidei da tua voz a calidez e o tom
Que entrou em mim pra mais nunca eu esquecer


Talvez com o tempo eu por certo aprenderei
Não a te esquecer, mas apenas a me resignar
Que este amor que em mim ficou, novamente o terei
Todas as vezes que eu fechar os olhos e senti-lo a me amar

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios