quinta-feira, 10 de março de 2011

Seu Cansaço


Outra vez meu pranto está a rolar
E sinto a minha alma quase a perecer
É que eu já não o tenho para amar
E dói não poder mais lhe abraçar

E é quando me pergunto em meio à dor
O que posso fazer para lhe esquecer?
Se a razão da minha vida é esse amor
Que calada grito em desespero por você

Eu bem sei que nunca conseguirás imaginar
Que o que mais me prende ainda a essa vida
É apenas essa vontade louca de o encontrar
E com você realizar minhas fantasias atrevidas

E quando isso finalmente puder acontecer
Irás entender como foi difícil para mim
Guardar tanto tempo essa saudade de você
Sem nunca ter conseguido por nela um fim

A não ser que o que tanto desejo aconteça
Que você finalmente volte aos meus braços
E neles se aconchegue e assim permaneça
Adormecendo a sua alma e o seu cansaço

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios