sábado, 5 de março de 2011

Eu Vivo


Hoje eu sei que você não me esqueceu
E o que me dá essa certeza é a sua nostalgia
Me conforta saber que nossa história não morreu
E isso em muito ameniza essa minha agonia

Quantas vezes tivesses no olhar parado
O desfilar da nossa história mal contada
Sei que houve momentos mal interpretados
E nesses momentos,como tola permaneci calada

E poderia ter me rebelado finalmente
Afinal, para alguns, eu era rebelde mesmo
Eu devia ter sido sempre, mais prudente
E talvez não tivesses sucumbido apenas aos desejos

Mas não se deve lamentar por aquilo que passou
Pois tudo já aconteceu e nada podemos desfazer
A não ser que eu convencesse o destino que ele errou
E ele então arrependido, me desse de volta você

E juntos poderíamos finalmente reviver
Tudo o que houve e que para nós permanece vivo
E seria uma loucura poder sentir de novo você
E então eu diria que hoje, não apenas existo

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios