sábado, 5 de março de 2011

Para Sempre


Muito me dói ficar relembrando
O que entre nós nunca deixou de existir
E sempre que me pego em você pensando
Vejo que esse amor continua a fluir

Muitas esperanças se perderam na estrada
Muitos sonhos morreram antes de nascer
Mas eu sinto que continuo sendo amada
Pois minha alma continua impregnada de você

E quem amou da forma que você sempre o fez
Não conseguirá desse sentimento se desfazer
E será assim que eu sempre terei a minha vez
Pois bem sabes que na minha vida só há você

Muitos planos se desfizeram como fumaça
E muitas noites mal dormidas também nos uniu
E como num sonho o tempo pra mim não passa
E nossa sina cruel, é que o destino nos puniu

Perdi você para o tempo, mas não para sempre
Pois tenho certeza,a vida um dia ainda nos unirá
E nada receio pois sei que tudo em nossas mentes
Haverá de trabalhar para juntos podermos ficar

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios