quinta-feira, 10 de março de 2011

Meu Amor Por Você


Como se não bastasse do meu corpo o sofrer
Sinto que minha alma também querem açoitar
E isso eu não tenho conseguido compreender
Na verdade é muita maldade pra eu suportar

E o meu destino com requintes de crueldade
Podou o florescer da minha paciente espera
Fingindo não perceber da vidas as desigualdades
Destroçou meus sonhos, e castrou minhas quimeras

E hoje abatida e me sentindo um pouco vencida
Tento enfrentar todos os fantasmas que surgem
E percebo com a alma já quase enlouquecida
Que todos os meus monstros criam vida e rugem

Urram enfurecidos e penso, com uma certa razão
Já que a minha alma não se deixou por nada vencer
Antes, rasgou sem brandura o meu sofrido coração
Deixando-o sangrar, Em nome desse amor por você

E nessa luta que me parece nunca terá um fim
Sinto o meu corpo extenuado querendo esmorecer
Mas decido enfrentar a tudo, pois creio que assim
Terei forças para defender esse meu amor por você

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios