domingo, 21 de dezembro de 2008

O Grande Final


Que linda paisagem eu contemplo agora
Onde a natureza em suas vestes de cores
Me lembra que em qualquer que seja a hora
Ela se despe e se veste também de dores

Seu perfume suave envolve de tal forma
O meu semblante por ela já conquistado
E se percebo, nessa tarde ela adorna
Cada pedacinho seu e de tema variado

São os pássaros que saltitam e cantam alegres
Da natureza, os cabelos aos ventos esvoaçantes
E esse cheiro de eucalipto que até o ar embebe
E essa brisa suave que me deixa meio estonteante

E essa árvores que graciosas balançam ao vento
Parecendo que de nada mesmo estão a perceber
Elas também não sentem o correr do tempo
Nem tão pouco este verde que está a perecer

É que o sol tão atrevido e sem reservas
Vai pouco a pouco lhe despindo sem pudor
E é nesses momentos que a ela empresta
Para seu aquecimento, dele o calor

Mesmo não importando o grande final
Que a natureza a nós pode reservar
O que nos chama a atenção afinal
É que sempre podemos a ela admirar

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios