domingo, 21 de dezembro de 2008

Mistura De Encantamentos


Meu Deus, que saudades tão grande!
Que está a bater aqui no meu peito
E essa saudade que aqui se expande
É bem diferente, ela tem outro jeito

É uma saudade gostosa e plena
Tão cheia de vida e de cores
Ela traz lembranças amenas
E varia também em sabores

Tem cheiro de infância querida
Tem gosto de adolescência matreira
É saudade das coisas bem vividas
Saudade das crianças arruaceiras

E nessa mistura de encantamentos
Nesse desenlace de sons e gestos
Sinto perder-me em arrebatamentos
Diante do saudosismo que me empresto

E nessa ânsia sublime e angelical
Qualquer gesto me soaria despeito
Pois nunca ele seria também igual
Ao muito que tenho gravado no peito

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios